Última fabricante de videocassetes encerra produção

Japonesa Funai argumenta que não receberá mais um componente fundamental de fornecedor e, por isso, é obrigada a parar de fabricar o produto, apesar de ainda haver demanda.

Fitas de videocassete Betamax, da Sony. (Foto: Divulgação/Sony)
Fitas de videocassete Betamax, da Sony. (Foto: Divulgação/Sony)

O fabricante japonês de aparelhos eletrônicos Funai anunciou nesta sexta-feira (22) que decidiu encerrar a produção de videocassetes, deixando assim de ser a única empresa do mundo que ainda fabricava esses aparelhos.

A Funai Electronics fabrica videocassetes desde 1983, tanto com sua própria marca como também com o logotipo de outras empresas, como Sharp, Toshiba, Denon ou Sanyo. A Funai era a única que continuava a fabricar gravadores e reprodutores para um formato audiovisual considerado obsoleto, o VHS, depois de a Panasonic ter encerrado sua produção, há quatro anos.

Segundo a Funai, um fornecedor não irá mais fabricar um componente fundamental do videocassete, o que obriga a empresa a encerrar a produção, apesar de ainda haver demanda. A maioria dos videocassetes da Funai é vendida nos Estados Unidos, muitos deles com a marca Sanyo, possivelmente para pessoas que têm grandes coleções em VHS.

A empresa, com sede em Osaka, no oeste do Japão, chegou a vender cerca de 15 milhões de videocassetes por ano durante a época de maior popularidade do produto, entre meados dos anos 1980 e 1990, mas em 2015 vendeu apenas 750 mil. Atualmente, as unidades são produzidas na China.

Da Deutsche Welle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *