Policiais rodoviários federais são presos por exigir propina, diz MPF,no PR

Dois policiais rodoviários federais foram presos em flagrante, em Imbaú, nos Campos Gerais do Paraná, suspeitos de cometerem crime de concussão – quando um servidor exige para si ou terceiros vantagens indevidas.

Segundo o Ministério Público Federal (STF), os agentes exigiram propina para não aplicar multa ou apreender o veículo de um caminhoneiro. A prisão ocorreu em 22 de junho e foi divulgada na quinta-feira (30). A dupla está detida no Presídio Hildebrando de Souza, em Ponta Grossa.

A ação foi motivada por diversas denúncias de irregularidades no posto da Polícia RodoviáriaFederal (PRF)de Imbaú, na BR-376. As investigações ocorreram com a parceria do Ministério Público Federal, Polícia Federal e Corregedoria da Polícia Rodoviária Federal.

Durante o cumprimento das prisões, segundo o Ministério Público Federal, foram encontrados com os policiais rodoviários mais de R$ 2 mil em espécie e um cheque no valor de R$ 250,00 do Banco Sicredi, que teria sido entregue pelo caminhoneiro.

Por meio da assessoria de imprensa, a Polícia Rodoviária Federal afirmou que está atenta a desvios de conduta dos servidores e que, em cooperação com os demais órgãos de fiscalização, investigação e controle, age sempre para preservar os princípios morais e éticos que devem reger as atividades da instituição.

Do Portal G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *