Polícia Civil esclarece homicídio ocorrido na madrugada, em Alvorada do Oeste

O fato ocorreu no dia 29/06/2018 por volta das 01h30min na Praça da Igreja Católica de Alvorada do Oeste. A polícia militar recebeu informações de que um homem teria esfaqueado duas pessoas naquela localidade.




A guarnição compareceu ao local e socorreu uma das vítima ao hospital, mas que acabou falecendo em razão dos profundos cortes em seu crânio. A equipe da polícia civil de Alvorada do Oeste, comandada pelo Delegado Fred Matos realizou diversas diligências logo após o fato e acabaram por chegar ao autor do bárbaro crime.

Segundo consta, o infrator ADJAIR G. A. P. (37 anos) foi ao local onde a vítima e outras duas pessoas estavam bebendo e em determinado momento ocorreu um desentendimento, tendo ADJAIR esfaqueado uma vítima na altura dos ombros e a outra vítima LUCIANA DE SOUZA LEAL foi vítima de vários golpes na cabeça e nos braços, com arma branca e blocos de concreto.




Após o crime o infrator acabou deixando para trás, na cena do crime, um boné e algumas peças que havia adquirido. De posse destas informações a equipe da delegacia de alvorada conseguiu rastrear a origem das peças, do bóne e até chegar no suspeito.

Logo em seguida, os policiais foram à casa do suspeito que no momento colocava roupa em uma máquina para lavar, com o autorização do morador os policiais analisaram as peças usadas por ADJAIR, bem como os sapatos que o mesmo estava pouco tempo antes.

Apesar das roupas já lavadas, foi possível ver diversas manchas de sangue em suas vestes e nos sapatos.




Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao mesmo que responderá por um homicídio e uma tentativa de homicídio.

Segundo o Delegado responsável pelo caso, Dr. Fred Matos “a polícia civil tem intensificado os trabalhos buscando uma investigação eficiente quanto aos crimes contra a vida que tanto assolam a sociedade brasileira, trata-se de uma meta institucional, principalmente após os excelentes resultados apresentados que chamam a atenção em âmbito nacional quanto à resolução de homicídio pela Polícia Civil de Rondônia”.

Fonte: Assessoria