PF faz operação contra contrabando e cumpre 38 mandados em 3 estados

Criminosos utilizavam os rios Ivaí e Paraná para escoamento das cargas contrabandeadas  (Foto: Divulgação / PF)

Criminosos utilizavam os rios Ivaí e Paraná para escoamento das cargas contrabandeadas (Foto: Divulgação / PF)

A Polícia Federal (PF) realiza uma operação desde a madrugada desta terça-feira (12) para combater o crime de contrabando de cigarros em cidades do norte do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Foram expedidos 38 mandados judiciais, sendo 21 de prisão preventiva e 17 de busca e apreensão. A ação foi batizada de “Pleura”.

No Paraná, os mandados estão sendo cumpridos em Loanda, Querência do Norte e Capanema; em São Paulo, na cidade de Tupã; e em Mato Grosso do Sul, no município de Naviraí. Seis dos 21 alvos de prisão são contra fornecedores que estão no Paraguai, segundo a PF.  Eles serão incluídos na lista de procurados da Interpol.

Até as 10h35, onze pessoas tinham sido presas. Entre elas estão um advogado e um médico que moram em Loanda e são considerados os líderes da quadrilha. Na casa do advogado foi apreendida grande quantidade de munição, ainda conforme a PF.

Uma família que mora na mesma região também atuava intensamente no esquema ilegal, de acordo com os policiais.

Segundo a PF, a quadrilha utilizava os rios Paraná e Ivaí, na região de Querência do Norte, no interior do Paraná, para escoamento de cargas contrabandeadas de cigarros paraguaios em embarcações que saíam de Salto del Guairá, no Paraguai.

O esquema criminoso gerou a criação de uma extensa rede de olheiros, carregadores e batedores que utilizavam armas e lanchas de apoio para viabilizar a atividade em diversas cidades, segundo as investigações.

O nome da operação “remete à membrana que protege o pulmão – principal órgão responsável pela respiração – em alusão à atividade delituosa enfrentada”, explica a PF.

Operação Pleuza foi deflagrada na manhã desta terça-feira (12) em cidades do PR, SP e MS (Foto: Divulgação / PF)
Operação Pleura foi deflagrada na manhã desta terça-feira (12) em cidades do PR, SP e MS (Foto: Divulgação / PF)
Do Portal G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *