Neste sábado tem, Suécia e Inglaterra, e Rússia e Croácia, pelas quartas da Copa

o Brasil está eliminado, mas a Copa do Mundo segue a todo vapor. O sábado de ressaca para a torcida brasileira terá duas decisões – de europeus – em busca de vagas nas semifinais. Pela manhã, a partir das 11 horas, em Samara, o forte sistema defensivo da Suécia enfrentará o desafio da parar o ataque inglês. O vencendor terá pela frente quem passar na partida da tarde, às 15 horas, em Sochi, entre Rússia e Croácia. Longe da Copa, entenda as opções de resgate dos meninos e um treinador de futebol presos em uma caverna inundada na Tailândia.

Forsberg (Suécia), Harry Kane (Inglaterra), Modric (Croácia) e Akinfeev (Rússia) (Foto: Max Rossi, John Sibley, Henry Romero e Kai Pfaffenbach / Reuters)

Forsberg (Suécia), Harry Kane (Inglaterra), Modric (Croácia) e Akinfeev (Rússia) (Foto: Max Rossi, John Sibley, Henry Romero e Kai Pfaffenbach / Reuters)

Forsberg (Foto: Max Rossi / Reuters)

Forsberg (Foto: Max Rossi / Reuters)

Para muitos, a Suécia poderia ser um azarão. Fora das Copas de 2010 e 2014 e sem Zlatan Ibrahimovic, a equipe surpreendeu com os resultados recentes e um trabalho coletivo contundente. Não chegou por acaso até as quartas de final na Rússia. Sem um grande astro, os suecos apostam na compactação e no conjunto para sonhar com a semifinal. No time, está em alta o camisa 10 Forsberg. Do outro lado, a Inglaterra cresceu na competição ao ritmo de seu matador, o artilheiro Harry Kane – marcou seis gols no torneio. O desafio é chegar às semifinais pela primeira vez desde 1990.

Harry Kane (Foto: John Sibley / Reuters)

Harry Kane (Foto: John Sibley / Reuters)




Akinfeev (Foto: Kai Pfaffenbach / Reuters)

Akinfeev (Foto: Kai Pfaffenbach / Reuters)

Os anfitriões querem seguir surpreendendo. Depois de eliminarem a Espanha, os russos terão o desafio de derrubar a muralha croata. Zhirkov é dúvida porque não treinou após sofrer uma inflamação em uma das canelas. O lateral, no entanto, viajou com a delegação e tem chances de participar do jogo. Já a Croácia deve ir com força máxima, com Modric, Rakitic e Mandzukic.




Modric (Foto: Henry Romero / Reuters)

Modric (Foto: Henry Romero / Reuters)

Por G1