Motorista da F-350 que separou a cabine em batida com carreta na BR-364, era de Ariquemes

Por volta das 16 horas de sexta-feira, (13/07), o condutor José Lito Alves da Silva, de 35 anos, conduzia uma caminhonete da marca Ford, modelo F-350 com placas de Ariquemes-RO, de uma empresa renovadora de pneus de Ariquemes, quando ao longo do Km-538 da BR-364, em uma curva o motorista que trafegava no sentido Porto Velho/Ariquemes, perdeu o controle do veículo e saiu da pista.




O motorista conseguiu retornar para a pista, mas invadiu a contramão de direção, colidindo frontalmente com uma carreta Volvo LS com placas de Jaru-RO, carregada com milho que viajava no sentido contrário. O impacto foi tão violento que a cabine da F-350 se desprendeu do chassi e foi arremessada sem controle, acabando por atingir uma pick-up Saveiro Cross de cor cinza com placas de Ariquemes, que seguia a cerca de 50 metros atrás da F-350.




O motorista da carreta acabou saindo da estrada e tombando em meio ao matagal à beira da rodovia e foi resgatado por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), aparentemente sem lesões graves, pois foi para a ambulância caminhando.




No Saveiro estavam pai e filho, o pai foi conduzido à ambulância na maca sentindo dores no Tórax e precisou ser pranchado em pé pelos socorristas. O filho bastante nervoso dispensou atendimento médico do SAMU afirmando que estava bem e permaneceu no local do acidente acompanhando a movimentação. Nas ferragens que eram a cabine da F-350 o condutor José Lito faleceu preso em meio a um emaranhado de lata pontiaguda, ferros totalmente retorcidos e fios com o motor do veículo em cima do corpo e precisou da ação do Corpo de Bombeiros que usou o Desencarcerador para liberar o corpo das ferragens.

Sargento Silvano, Cabo Wudarski, Cabo W. Barbosa e o Bombeiro Delfino iniciaram os procedimentos de retirada do corpo quando ainda era dia e só conseguiram concluir o trabalho no início da noite. Os Policiais Rodoviários Federais: Alapenha e Cidrin tiveram muito trabalho para manter os curiosos longe dos veículos acidentados para não alterarem a cena, pois estava sendo aguardada uma equipe da Polícia Técnico-Científica (POLITEC) para a realização dos trabalhos periciais, sendo que dezenas de curiosos se aproximavam para filmar e fotografar o acidente com seus aparelhos celulares.




A pista ficou interditada por aproximadamente 04 horas nos dois sentidos e filas quilométricas se formaram dos dois lados, sendo que diversos motoristas começaram a entrar em uma propriedade rural e cortar caminho por dentro do pasto, contornando a área interditada e saindo novamente na BR, mas o fluxo de veículos foi tanto que acabou gerando um engarrafamento ao lado da pista. Perto das 20 horas um guincho retirou da via os destroços de maior porte dos veículos e os Bombeiros usando serragem e água, lavaram a BR que estava tomada por óleo diesel e pedaços dos carros que se envolveram no acidente e finalmente a Polícia Rodoviária Federal pode liberar o tráfego na localidade.

No momento em que a viatura da POLITEC deixava o Km-538, o rapaz que recusou atendimento do SAMU precisou ser levado para o Hospital Municipal, pois estava sentindo fortes dores na Clavícula esquerda. O trânsito ainda permaneceu lento por cerca de duas horas após a liberação da pista, mas nem um incidente foi registrado durante este período.

Mais informações serão levadas ao ar no Programa Bronca da Pesada, a partir das 11 horas desta segunda-feira, 16/07, com reprise às 20 horas, pela TV do Povo Canal 35 e agora no Digital 35.1, filiada Rede Meio Norte.         

Fonte:Ariquemes 190

José Lito Alves da Silva, de 35 anos(Motorista da F-350)