Mansão de Clodovil em Ubatuba, no litoral de SP, vai a leilão a partir de R$ 900 mil

A mansão que pertenceu ao estilista Clodovil Hernandes em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, foi colocada à venda em um leilão com lances a partir de R$ 900 mil. Construída em uma área de preservação ambiental, o imóvel é leiloado pela internet até esta quinta-feira (30).




Clodovil, que também foi deputado federal, morreu há oito anos. A mansão que ele construiu fica em um terreno de três mil metros quadrados, com cerca de 20 cômodos. O local, que chegou a ser avaliado em R$ 1,6 milhão – quando ainda estava em boas condições – apresenta sinais de abandono.

A Justiça chegou a determinar a demolição do imóvel, mas a representante legal do estilista, Maria Hebe Pereira de Queiroz, alegou que a casa fosse mantida para que problemas ambientais fossem evitados. De acordo com ela, não há mais pertences de Clodovil no imóvel e o quarto, o salão de festas e o canil foram demolidos.

A abertura do leilão aconteceu no dia 10 de novembro. Até esta quinta-feira, ninguém havia ofertado um lance pelo imóvel.

“Não restam muitas coisas por lá [imóvel]. O grande interesse de quem comprar será no terreno, que tem permissão de uso”, disse Maria Hebe.




Mansão de Clodovil vai à leilão no litoral oito anos após morte do estilista (Foto: Carlos Santos/ G1)

Mansão de Clodovil vai à leilão no litoral oito anos após morte do estilista (Foto: Carlos Santos/ G1)

Imóvel

G1 chegou a visitar o imóvel e encontrou características importantes do estilista como uma varada coberta de areia fina, suíte com sacada e vista para o mar, banheiro com uma saída secreta que leva à mata, um closet do tamanho de um quarto e repleto de armários, piscina e uma capela.

O dinheiro arrecadado com a venda do imóvel será depositado em juízo, que decidirá o destino.

Cômodo tem um pequeno banheiro com saída secreta para uma espécie de sótão do lado de fora da casa e que leva à mata. (Foto: Carlos Santos/ G1)

Cômodo tem um pequeno banheiro com saída secreta para uma espécie de sótão do lado de fora da casa e que leva à mata. (Foto: Carlos Santos/ G1)




Vista da mansão que pertenceu a Clodovil (Foto: Daniel Corrá/ G1)

Vista da mansão que pertenceu a Clodovil (Foto: Daniel Corrá/ G1)

Parte do imóvel já foi demolido (Foto: Daniel Corrá/ G1)

Parte do imóvel já foi demolido (Foto: Daniel Corrá/ G1)

Por G1 Vale do Paraíba e Região