Mais uma onça abatida jogada às margens da BR 364

Na manhã desta quinta-feira, 09, o locutor Roni Freitas, profissional com passagens por emissoras de rádio em Vilhena e Colorado do Oeste, hoje a serviço do Governo do Estado, encontrou o corpo de uma grande onça pintada jogado às margens da BR 364, nas proximidades da cidade de Itapuã do Oeste.




O comunicador embarcou o felino, macho e adulto, na caminhonete que dirigia e o deixou no Batalhão de Polícia Ambiental na cidade de Candeias do Jamari, a cerca de 20 km de capital. Um dos soldados chegou a se comover diante do corpo do animal, que teria sido abatido com dois tiros de uma espingarda calibre 22.

As imagens mostram que a pessoa que matou a onça arrancou uma tira do couro dela. Isso levanta a suspeita de que um caçador tenha sido contratado para o abate e levado para o contratante a “prova” de que o serviço estava concluído.




Segundo Roni, o corpo do animal ainda estava quente quando foi encontrado por ele. Mesmo protegidas por lei, as onças vêm sendo dizimadas em regiões de fazendas, por causa dos ataques contra rebanhos.

Fonte: Folha do Sul Online