Fim da espera: após 49 dias, São Paulo vai a campo pela semi da Liberta

Ytalo São Paulo  (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Ytalo será o substituto de Ganso no São Paulo (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

O torcedor do São Paulo passou quase 50 dias sonhando com o jogo desta quarta-feira (21h45, de Brasília), no Morumbi, contra o Atlético Nacional, da Colômbia, pela semifinal da Libertadores.

Desde a épica classificação contra o Atlético-MG, no Independência, muita coisa mudou no Tricolor. Assim como muito mudou no time colombiano, que também passou sufoco nas quartas, diante do Rosario Central.

A pausa de 49 dias na Libertadores se deu por conta da Copa América Centenário. Nesse período, o São Paulo perdeu dois titulares importantes por lesão (Ganso e Kelvin) e outros dois não estão 100% fisicamente (Mena e Hudson, ambos recuperados recentemente de contusão). O Tricolor ainda perdeu dois reservas (Wilder Guisao e Rogério), mas inscreveu um reforço (Ytalo) e três da base (Lucas Kal, Artur e Pedro).

Do Atlético Nacional que eliminou o Rosario, dois jogadores não estarão à disposição de Reinaldo Rueda: Copete, que saiu e fechou com o Santos, e Berrío, que foi expulso após fazer o gol da classificação. Além deles, Ibarbo, que havia perdido espaço entre os titulares, também não está mais no elenco (foi para o Panathinaikos, da Grécia).

Outros dois também já foram vendidos, mas seguem na equipe até o fim da participação na Libertadores:  o zagueiro Davinson Sánchez, que já até se apresentou no Ajax, da Holanda, e o volante Mejía, vendido para o León, do México. Além deles, os zagueiros Peralta e Londoño e o meia Roviro, que eram considerados reservas, também foram negociados.

COMO SERÁ O JOGO

Campinho mostra a escalação do São Paulo para a partida contra o Atlético Nacional (Foto: GloboEsporte.com)
São Paulo jogará no seu tradicional 4-2-3-1

Por conta de todas essas mudanças, os técnicos Edgardo Bauza e Reinaldo Rueda precisaram fazer ajustes nas equipes, mas mantiveram o esquema 4-2-3-1.

Nas vezes que atuou sem Ganso no torneio sul-americano, o treinador mudou o esquema tático da equipe, passando do 4-2-3-1 para o 4-1-4-1. Isso, no entanto, não acontecerá nesta quarta-feira. O sistema original será mantido, com o time apostando novamente na força pelas laterais e em uma dupla de atacantes, que buscará se completar nos 90 minutos.

Ytalo será o substituto de Paulo Henrique Ganso e atuará na linha de três meias ofensivos com Michel Bastos e Thiago Mendes, uma das novidades na organização da equipe.

Se Hudson jogar, ele deixa a função de volante e atuará aberto pela direita, com liberdade para atacar, mas também com a responsabilidade de fazer a recomposição ofensiva para ajudar Bruno. O lado esquerdo do Atlético Nacional preocupa, já que é por onde joga o atacante Marlos Moreno, uma das atrações da equipe colombiana e que está na mira do Manchester City.

Se Hudson for vetado, já que ainda está sem ritmo de jogo após se recuperar de uma lesão na coxa esquerda, Thiago Mendes voltaria a ser volante, e aí Wesley apareceria no meio-campo.

Mesmo jogando mais recuado, Ytalo não terá a função de somente armar a equipe. Ele terá também a possibilidade de encostar em Calleri na área para que o atacante argentino não fique tão marcado pela defesa adversária. Também pode ocorrer a troca de posições, com Calleri voltando para buscar a bola e trocando de posição com Ytalo que, quando defendia o Audax, jogava como centroavante.

Um ponto a ser comemorado pelo técnico Edgardo Bauza e pela torcida é o retorno do lateral-esquerdo Mena, que se recuperou de uma lesão muscular que sofreu na Copa América Centenário. O treinador espera que, com isso, acabem os problemas de marcação no setor, que se acentuaram com a presença de Matheus Reis. Vale lembrar que, para o chileno não ficar exposto, é preciso que Michel Bastos também contribua na marcação, voltando para dar o combate.

Veja as informações do São Paulo para a partida contra o Atlético Nacional

Data: quarta-feira, às 21h45
Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Escalação provável: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena (Carlinhos); Hudson (Wesley), João Schmidt, Thiago Mendes, Ytalo e Michel Bastos; Calleri.
Desfalques: Kelvin, Ganso, Breno, Wellington e Lucas Fernandes
Arbitragem: Mauro Vigliano (URU), auxiliado por Juan Belatti (URU) e Gustavo Rossi (URU)
Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir das 19h
Transmissão: TV Globo para SP, SC, PR, MG (Juiz de Fora, Uberlândia, Ituiutaba e Uberaba), GO, TO, MS, MT, SE, AL, PE, PB, RN, CE, MA, PA (menos Santarém), AP e DF (com Cleber Machado, Casagrande e Leonardo Gaciba) e SporTV (com Luiz Carlos Jr e Wagner Vilaron)

Mena São Paulo (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)
Com a volta de Mena, São Paulo espera melhorar a marcação pela lateral-esquerda (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)
Do Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *