Exercício físico pode minimizar danos do álcool, segundo pesquisa

 Exercícios de alta intensidade provocam uma melhora do humor em jovens, desde que o praticante não chegue ao estado de exaustão, diz estudo da Unifesp (Foto:  CDC/ Amanda Mills)

Exercício físico pode minimizar danos do álcool (Foto: CDC/ Amanda Mills)

Praticar exercícios físicos pode compensar alguns aspectos dos efeitos nocivos para a saúde associados ao consumo de álcool – revela um estudo publicado na semana passada no “British Journal of Sports Medicine”.

Os dados demonstraram que “a associação entre a ingestão de álcool e o risco de mortalidade foi moderada pelo exercício físico”, descreveu a equipe no periódico.

Estudos anteriores mostraram que o consumo excessivo de álcool está relacionado a um aumento do risco de morte por diferentes causas, entre elas, doenças cardiovasculares, derrame e alguns tipos de câncer.

Se consumo de álcool for moderado, efeito negativo desaparece no caso dos
fisicamente ativos

Para determinar se a atividade física modera a associação entre a ingestão de álcool e a morte por várias causas, os pesquisadores estudaram as respostas a questionários apresentados em nível nacional na Inglaterra e na Escócia entre 1994 e 2006.

Comparados com a abstinência, o consumo de álcool no passado e o consumo em níveis nocivos – ou seja, mais de uma unidade de álcool diária, equivalente a mais de uma taça de vinho por dia, aproximadamente, por exemplo – se associaram a um aumento do risco de mortalidade.

Ao se levar em consideração o fator da atividade física, observou-se que o risco de mortalidade aumentava em função da quantidade de álcool ingerida para as pessoas sedentárias.

O risco diminui, porém, e até desaparece em alguns casos, para os fisicamente ativos, desde que o consumo seja apenas esporádico e abaixo do quantidade recomendada.

“Nossos resultados dão argumentos adicionais a favor da atividade física como meio para favorecer a saúde da população, ainda na presença de outros comportamentos menos saudáveis”, acrescenta o estudo.

No vídeo, o educador físico Mauro Guiselini comenta sobre os benefícios dos exercícios e os malefícios do consumo excessivo de álcool.

Da France Presse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *