Dois são presos durante chegada de Bolsonaro (PSC) em aeroporto de MT

Dois homens foram presos nesta quinta-feira (30) durante protestos pró e contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. O parlamentar participa nesta quinta e sexta-feira (1º) de eventos do partido em Mato Grosso.

Segundo a Polícia Militar, um dos homens foi detido por atirar um objeto contra o deputado. A polícia informou que não conseguiu identificar o que foi jogado. Já o outro homen foi preso suspeito de agredir um homossexual que protestava contra Bolsonaro.

Os homens foram encaminhado para a delegacia, onde prestaram depoimento à polícia e foram liberados, em seguida. Segundo a PM, para responder pelos crimes é necessário que as vítimas façam uma representação contra os suspeitos, o que não ocorreu até a publicação desta matéria.

Estudantes carregavam  cartazes com mensagens contra Bolsonaro (Foto: Foto: Cassyo Ander/Arquivo Pessoal)
Estudantes carregavam cartazes com mensagens contra Bolsonaro (Foto: Foto: Cassyo Ander/Arquivo Pessoal)

Protestos
As manifestações contrárias ao deputado foram organizadas por estudantes através da internet. Segundo o estudante Cassyo Ander Sonda, a ato foi uma resposta política à postura do parlamentar. “Nós resolvemos mostrar que somos contra a postura do deputado, que afronta as organizações sociais que lutam contra as formas de opressão”, afirmou.

Os manifestantes carregavam cartazes e uma bandeira que simboliza o movimento LGBT. “Tire o seu ódio do caminho, meu amor vai passar”, dizia um dos cartazes.

Manifestantes carregavam cartazes que apoiavam o deputado (Foto: Foto: Cassyo Ander/Arquivo Pessoal)
Manifestantes carregavam cartazes que apoiavam o deputado (Foto: Foto: Cassyo Ander/Arquivo Pessoal)

Já os simpatizantes de Bolsonaro carregaram cartazes apoiando a possível candidatura do deputado à presidência da República em 2018. Além disso, o grupo carregava uma faixa com a hashtag #oprimemaisquetapouco.

Do Portal G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *