Coronel Marcos Rocha, do PSL, é eleito governador de Rondônia

Coronel Marcos Rocha (PSL) foi eleito governador de Rondônia para os próximos quatro anos. Ele terá Zé Jodan (PSL) como vice-governador. Com 100% das urnas apuradas, o candidato recebeu um total de 530.188 votos (66,34%).




Atualmente com 50 anos, Marcos Rocha é natural do Rio de Janeiro (RJ). Ele nasceu em 3 de agosto de 1968 e está casado com Luana Oliveira Santos. Ele tem dois filhos.

O novo governador de Rondônia ingressou na carreira militar em 1989, quando foi aprovado em concurso público da PM do estado. O candidato eleito também já foi diretor de escola militar em Porto Velho e secretário municipal de educação na capital.




Em dezembro de 2014 ele assumiu o cargo titular na Secretária de Estado da Justiça (Sejus) e seguiu na pasta até 2017. Marcos Rocha também já foi professor da Universidade Federal de Rondônia (Unir) e em em uma faculdade particular da capital.

Eleições 2018 em RO - Candidato Coronel Marcos Rocha (PSL) votou no Colégio Tiradentes — Foto: Jheniffer Núbia/G1

Eleições 2018 em RO – Candidato Coronel Marcos Rocha (PSL) votou no Colégio Tiradentes — Foto: Jheniffer Núbia/G1

Esta é a primeira vez que ele concorre a uma vaga no poder executivo. No primeiro turno da eleição, Marcos Rocha obteve 183.691 votos totalizados (23,99% dos votos válidos). Ele disputava o segundo turno contra Expedito Junior (PSDB).

Após a vitória, Marcos Rocha falou com a imprensa sobre o resultado obtido nas urnas a nível estadual.




“Primeiro agradecer a toda a população de Rondônia, obrigado por acreditar nesse projeto, nesse projeto de mudança. Vocês declararam o seguinte: ‘eu quero a velha política afastada do nosso povo’. Eu não fiz simplesmente uma campanha, eu sou um integrante de um movimento popular contra a corrupção, movimento popular contra tudo aquilo que vem destruindo as nossas famílias”, disse.

Na coletiva de imprensa, o candidato eleito agradeceu aos mais de 500 mil votos recebidos no segundo turno.

“Eu quero dizer a vocês, que Deus abençoe vocês e que ele dê sabedoria e me abençoe também, para que a gente possa fazer com que Rondônia cresça e cresça com o espírito de compreensão, um espírito de luz mesmo, para que assim nós apareçamos em um cenário nacional como um estado que cresce, um estado que quer a mudança”, finaliza.

Campanha eleitoral

Durante os mais de 50 dias de campanha, Marcos Rocha afirmou que pretende fazer vários investimentos e melhorias na segurança pública em Rondônia. Entre as propostas estão o investimento em tecnologia e a intensificação do uso de câmeras de monitoramento nas ruas.




Em uma entrevista ao G1, o candidato afirmou que não vai aplicar a política de ideologia de gêneros nas escolas em seu governo, pois isto seria “forçar a barra”.

Outra discussão polêmica que Marcos Rocha assumiu na campanha eleitoral foi sobre a criação das unidades de conservação, onde ele se posicionou totalmente contrário.

As principais propostas

  • Agilidade na produção de moradias, com a participação responsável da iniciativa privada e apoio dos agentes promotores e financeiros.
  • Articulação com os prefeitos para criação de programas de geração de empregos, renda e oportunidades.
  • Garantia de conclusão das obras já em andamento, como hospital de Guajará-Mirim e Ariquemes.
  • Promoção dos valores culturais, ecológicos, gastronômicos dentre outros que possam gerar fluxo Nacional e Internacional de turismo no estado.
  • Melhorar a remuneração aos professores.
  • Investimento público em Tecnologias da Informação – TI (na saúde).
  • Fazer novo modelo de gestão da saúde baseado na criação de integração de redes.
  • Redução da violência e da criminalidade será uma das maiores prioridades do nosso governo.

Resultado

  • Coronel Marcos Rocha (PSL) – 530.188 votos (66,34%)
  • Expedito Junior (PSDB) – 269.032 votos (33,66%)
  • Votos nulos – 61.491 votos (6,97%)
  • Votos brancos – 21.123 votos (2,40%)
  • Abstenções – 293.339 eleitores (24,96%)

Por Jonatas Boni, G1 RO — Porto Velho