Após atentado, ministro diz que Rio terá mais atenção para segurança

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse na manhã desta sexta-feira (15) em entrevista à Globo News, que a atenção em relação a segurança na Rio 2016 será ainda maior depois do atentado de quinta-feira (14) na cidade francesa de Nice, que deixou 84 mortos.

“Em resumo, isso nos preocupa e nós estamos revendo e ampliando os nossos controles, as nossas checagens, embora isso venha representar um desconforto a mais para aqueles que vão participar ou para aqueles que vao assistir as Olimpíadas, mas isso se faz necessário em nome da segurança de todos”, disse o ministro da Defesa.

Jungmann disse ainda que está trocando informações com a área de inteligência da Segurança Institucional e também com o Ministério da Justiça para poder fazer uma readequação dos procedimentos e protocolos em termos de defesa, de segurança e também inteligência, por causa do recente atentato na França.

“Nós estamos acreditando que nós vamos ter que intensificar o sistema do controle de segurança. Nós vamos ter que aumentar o número de ‘chekcpoints’, os controles a serem feitos, além de outras medidas”, explicou Jungamnn.

“Hoje, na parte da tarde, nós vamos ter uma reunião para discutir isso conjuntamente e estamos cobrando informações dos nossos amigos militares na França[..] Mas vc tem dois problemas que diz respeito ao fluxo dessas informaçõs: primeiro, evidentemente, o choque que é inusitado de se utilizar um caminhão pra uma tragédia dessas dimensões que choca a todos. Fica claro que qualquer ferramenta, qualquer instrumento, qualquer veículo, pode ser um vetor de um ato terrorista. Em segundo lugar, é também um feriado nacional francês, onde se comemora a queda da Bastilha”, completou o ministro.

Jungmann também informou que está em contato com o serviço de Inteligência Francês há pelo menos dois anos e meio e, até hoje, não recebeu nenhum alerta sobre ameaça de suspostos atos terroristas no Brasil.

Do Portal G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *