Agente Penitenciário desaparece em rio, e Bombeiros seguem com buscas pelo corpo, em RO

Ao menos duas equipes do Corpo de Bombeiros seguem com as buscas para encontrar o diretor administrativo da Colonia Agrícola Penal de Porto Velho, Marcos Paulo de Lima Marques, de 28 anos. Segundo informações preliminares da gerência do sistema prisional de Rondônia, ele desapareceu no Rio Madeira enquanto pescava com amigos na tarde da última quinta-feira (15), na altura do distrito de Cujubinzinho.

Para intensificar o resgate, a corporação conta com o apoio de 20 agentes da Secretaria de Justiça (Sejus) e do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores de Rondônia (Singeperon). A ajuda foi confirmada pela Sejus.




Conforme os bombeiros, as buscas se concentram na região de Porto de Maggi, local em que a vítima estava realizando a pescaria. Segundo o coronel Gilvander Gregório, subcomandante geral dos Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 13h, mas o resgate só foi acionado às 15h. Desde então, as buscas estão sendo realizadas.

O subcomandante também informou que o diretor não usava colete salva vidas e chegou a tentar se agarrar em uma embarcação que passava, em dois momentos em que teria retornado a superfície, mas desde então não foi masi visto.

Ainda de acordo com a gerência do sistema prisional, o agente, que trabalha na Colônia Penal há oito anos, tendo assumido o posto de diretor há oito meses, teria mergulhado no rio para soltar uma linha de pesca que estava presa, e não retornou à superfície.

Segundo o irmão de Marcos Paulo, ele estava com um amigo no momento do acidente e havia saído de casa por volta das 5h para pescar. Disse ainda que o agente é casado, não tem filhos e tem o hábito de pescar.




Acidentes no rio

O Corpo de Bombeiros informou que esse é o segundo acidente com pescadores em menos de uma semana em Porto Velho. Em outro caso, dois pescadores desapareceram enquanto pescavam em Jaci-Paraná, distante cerca de 90 quilômetros da capital.

Por G1 RO — Porto Velho